acumulando energia para criar a realidade

Sempre falo muito sobre criação de realidade porque cada vez mais tenho comprovado a veracidade dessa nossa capacidade. A realidade ao nosso redor é muito mais plástica do que imaginamos.

Nós acumulamos energia quando nossa vida, pensamentos e emoções, estão voltados para determinado tema. Pode ser um tema positivo ou um tema negativo. Independente do que seja, quanto mais nos concentramos nisso, mesmo que seja algo que NÃO queremos, mais disso atraímos.

Muitas vezes passamos por situações fortes. Profundas. Cometemos um grande erro, por exemplo. E aí nos mergulhamos em arrependimento, ficamos matutando como poderia ter sido, sentimos um luto pelo que perdemos por causa de escolhas erradas. Escrevemos sobre isso, sofremos, sofremos… Não conseguimos tocar o barco pra frente porque ainda estamos muito voltados para o passado, não conseguimos deixar ir.

Essa energia de erro, fracasso, sofrimento, arrependimento começa a se acumular, acumular, acumular… Se não fazemos um esforço consciente para mudar os rumos da mente e da vida que estamos vivendo, vamos nos afogando mais e mais e… logo, logo… tomamos mais uma decisão ruim. Nos arrependemos novamente. Sofremos. Sofremos. Aí, fazemos mais uma besteira, seguimos, seguimos… Vamos atraindo mais e mais disso!

Se num momento desse, uma decisão muito importante vem se aproximando… Bem… E estamos cheios de energia de arrependimento e erro acumuladas… Será que tomaremos a decisão correta? É possível! Mas precisamos de muita muita consciência e direcionamento energético para isso. Sermos práticos. Olharmos com honestidade para a situação. Porque se seguimos achando que vai dar tudo certo, sem olhar pra tudo que está dando errado, provavelmente vamos criar a realidade que estamos vibrando novamente!

Então se vamos surfar na onda de uma energia, que ela seja positiva. Caso já estejamos surfando uma onda negativa, me parece que o melhor é alterar sua realidade material o mais rápido possível de maneira leve e bem básica mas começar a trazer o foco para um novo assunto, aceitar o que passou e criar algo novo. Só pra sair desse fluxo! E aí, depois, poder tomar aquela grande decisão com calma. No fluxo novo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.